7 técnicas para você meditar e acalmar a mente.


Home > Artigos

7 técnicas para você meditar e acalmar a mente



7 técnicas para você meditar e acalmar a mente

Publicado em: 27.01.2010

A lista de benefícios oferecidos pela meditação não encontra limites. A técnica milenar ajuda a disciplinar e acalmar a mente, trazendo conforto emocional e aumentando nossa capacidade de concentração.

A lista de benefícios oferecidos pela meditação não encontra limites. A técnica milenar ajuda a disciplinar e acalmar a mente, trazendo conforto emocional e aumentando nossa capacidade de concentração. "É um exercício ótimo para nos ajudar a lidar com as nossas emoções", diz Maria José Rocha Correia, professora da Associação Palas Athena.
Quando o indivíduo atinge determinado grau de concentração passa a ficar mais atento e ter uma percepção maior de si mesmo. "O estado nos alerta para os nossos sentimentos e o dos outros", avalia Maria José. O resultado é uma ampliação do potencial humano e a premissa da meditação, que é não causar dano a si próprio e ao seu redor. "Esta ampliação permite ao ser humano uma maneira nova de estar no mundo e criar um espaço próprio de paz e serenidade", define a professora da Palas Athena.

E se você é do tipo que nunca nem pensou em usufruir de tudo isso, apavorado só de pensar na combinação cheiro de incenso mais música instrumental, tem tudo para mudar de idéia. Existem técnicas para todos os tipos de perfil: dá para meditar de olho aberto, vendo uma imagem bonita, entoando mantras ou simplesmente em silêncio, num lugar calmo.

Mais animado a começar? Então espere só para ver quantas boas mudanças esse exercício pode trazer ao seu organismo. Pesquisas realizadas pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), pela Universidade de Harvard e pela Universidade da Califórnia constataram que meditar:

1. diminui o risco de infarto e derrame cerebral;
2. reforça o sistema imunológico;
3. aplaca emoções negativas, como o medo e a raiva;
4. aumenta a produção de hormônios calmantes e reduz o nível de cortisol, hormônio desencadeador do estresse;
5. auxilia a liberação de endorfina, um forte tranqüilizante que provoca a sensação de alegria e de bem-estar;
6. alivia a insônia (veja a importância do sono para uma rotina mais leve) e deixar a memória mais afiada.

O tempo para sentir todas essas melhoras varia de uma pessoa a outra e tem pouca relação com a duração da prática. "O que conta é a firmeza de propósito, a disciplina e a regularidade para criar o hábito", explica Maria José. É isso mesmo. A meditação é a ginástica da mente, com a vantagem de que bastam 15 minutos diários para desencadear as mudanças na vida dos praticantes.

Meditar é preciso
Para sentir as vantagens dessa técnica ancestral, o segredo é incorporar a meditação ao dia-a-dia, mantendo a paz e equilíbrio nos momentos de tormenta. "Meditar é tornar consciência do agora e prestar atenção em gestos banais e automáticos.

Quando estamos mais atentos aumentamos a qualidade das tarefas que realizamos", ensina a professora da Palas Athena.  Ações singelas também são exercícios de meditação. Algumas práticas, como o budismo, estão centradas na atenção plena. Nada mais do que alguns minutos por dia de percepção às sensações.

Ao beber um simples copo d água sinta a temperatura e a textura do copo, concentre-se no líquido escorrendo pela garganta. Durante o banho, sinta as gotas sobre a pele, o cheiro do xampu e o toque da toalha que envolve o corpo. No trânsito, observe sua respiração (aprenda a respirar corretamente). Isso vai ajudar a enfrentar os congestionamentos e trará um grande bem-estar físico e emocional.

Quando for se sentar, no trabalho ou à mesa, preste atenção na postura (atente para os principais desvios de coluna), na posição de suas pernas e na sensação na coluna. Aproveite o momento de lavar a louça para meditar. Observe o peso, formato, a textura e as cores dos objetos. "Unindo consciência e percepção nós despertamos a atenção e prontidão que é o estado meditativo", explica Maria José.

Se gostar de incenso, escolha um aroma suave (conheça os aromas mais relaxantes) e deixe que o odor se espalhe. Observe como o cheiro traz lembranças. Por meio do olfato, que tem ligação direta com o sistema nervoso central, o incenso estimula sensações e aguça certas emoções. Mesmo que apareceçam pensamentos, deixe-os passar.

O importante é não desfocar a atenção. Imagine o aroma entrando pelo nariz e concentre-se no caminho que ele faz até chegar aos pulmões. Inspire e depois expire profundamente, percebendo a diferença de temperatura do ar que entra e sai pelas narinas.

Técnicas para deixar a mente sã

Há muitas técnicas que conduzem a mente à tranqüilidade. Veja as principais:

1. Corpo São
Apoios fisiológicos usados para melhorar o estado mental. É uma das mais comuns e simples de fazer. Concentre-se na respiração, nas batidas dodo coração ou na pulsação do corpo. Sente na chamada pose de índio (ou posição de lótus), com a coluna reta e as pernas cruzadas. Feche os olhos e focalize o fluxo de ar que entra e sai de seus pulmões. Essa técnica é aplicada no budismo japonês. "Se uma pessoa está ansiosa e agitada, o gesto de inspirar e expirar o ar longamente simboliza expelir o que está incomodando. É a saída do excesso de peso, propiciando um estado de serenidade", explica Maria José. A prática hinduísta do tantrismo se concentram nas pulsações e o taoísmo, baseado na filosofia chinesa, nos batimentos cardíacos.

2. Cristã e bhakti-ioga
O foco da meditação são as divindades, orações ou textos sagrados. Resgatada pelo monge beneditino inglês John Main (1926-1982), está baseada na repetição de um mantra (sons). Sente-se com as costas retas em um lugar tranqüilo, duas vezes ao dia, no período da manhã e à noite. Feche os olhos e repita o mantra Maranatha , que em aramaico significa "Venha, Senhor. Venha, Senhor Jesus".

3. Transcendental
Não requer concentração ou contemplação. É baseada na repetição de um som particular só conhecido pelo iniciado.

4. Zen-Budista
Uma das técnicas dessa corrente do budismo é a meditação andando do monge Thich Nhât Hanh. Ao caminhar, conte os passos e sincronize-os com a respiração.

5. Dinâmica
Criada, especialmente para os ocidentais, pelo líder espiritual Mohan Chandra Rajneesh, o Osho. A técnica mistura elementos de várias culturas, como músicas, danças e movimentos para se conectar com o presente.

6. Raja Yoga
O foco é a reflexão. Sentados numa posição confortável e de olhos abertos, os praticantes mentalizam pontos positivos da natureza humana, como perdão, bondade, generosidade, compaixão e amor incondicional.

7. Concentração
Mantras (sons), formas geométricas ou cores são o ponto de atenção. É comum nas práticas hinduístas e budistas. Os praticantes concentram-se num desses aspectos e fazem com que pensamentos e emoções se direcionem a ele.

Voltar

Artigos
1
7 técnicas para você meditar e acalmar a mente
A lista de benefícios oferecidos pela meditação não encontra limites. A técnica milenar ajuda a disciplinar e acalmar a mente, trazendo conforto emocional e aumentando nossa capacidade de concentração.
2
Você se sente bem em uma entrevista de emprego?
Dicas para você se sair bem e deixar o nervosismo de lado em uma entrevista de emprego.
Testes mais visitados